Atelier do Doce

amor-meu-tumulo-semana-conventual-atelier-doce-alfeizerao-doces-conventuais

10 melhores doces conventuais de alcobaça

Pioneira na produção dos doces conventuais, Alcobaça recebe anualmente o evento que reúne os melhores doces conventuais do país. Porém, como saber quais e onde provar os melhores doces conventuais de Alcobaça? Veja abaixo tudo o que deve saber sobre doces conventuais!

A origem dos Doces Conventuais e o “desperdício zero”

Como o nome indica, a doçaria conventual teve a sua origem nos conventos e nos mosteiros. Mas, porque razão foram os conventos os criadores destes doces? Além de espaços religiosos, os conventos recebiam, também, mulheres solteiras de famílias abastadas, normalmente com um grande dote. Habituadas a uma cozinha requintada e tendo tempo livre, essas mulheres desenvolveram receitas de variados doces. Contudo, foi apenas a partir do século XV, com o aparecimento do açúcar refinado, que os doces conventuais surgiram na forma como os conhecemos hoje. Convém ainda relembrar que existia um enorme desperdício da gema do ovo, porque a clara era usada na confeção de hóstias ou para engomar os hábitos. Assim, com o aparecimento do açúcar, as freiras perceberam que podiam usar a gema nas suas doçarias, desenvolvendo diversas formas de juntar ambos os ingredientes.

As Ordens Religiosas acabaram por se extinguir no século XV, obrigando, desta forma, as freiras a encontrarem um meio de subsistência. Viram na venda dos seus doces uma forma de ganhar dinheiro, levando, assim, as suas receitas a todo o país.

Doces Conventuais: A riqueza da doçaria

Como distinguir um doce conventual de um doce tradicional? Pela riqueza!

Ovos, açúcar e amêndoas são os ingredientes mais usados na doçaria conventual, contrariamente aos doces tradicionais que eram feitos à base de farinha, frutos secos e azeite.

Onde encontrar Doces Conventuais?

Por todo o país! São muitas as cidades onde é possível provar um doce conventual, no entanto, há uma que se destaca. Não só é possível encontrar nesta cidade o Mosteiro onde estão os túmulos de D. Pedro e Dona Inês, como é também nela que se realiza o evento anual mais importante do país, no que à doçaria conventual diz respeito. A “Mostra Internacional de Doces & Licores Conventuais” junta no Mosteiro de Alcobaça o melhor da doçaria conventual portuguesa.

Porém, com tanta oferta, como saber o que provar? Conheça, abaixo, os melhores doces conventuais de Alcobaça e descubra onde os provar!

9 Melhores doces conventuais de Alcobaça

1.Amor Meu

2. Tiaras de Dona Inês

2-tiara-d-ines-atelier-do-doce-alfeizerao-pastelaria-doces-conventuais

3. Tachinhos de D. Abade

4. Queijadas de Amêndoa

queijada-amendoa-atelier-do-doce-alfeizerao-pastelaria-doces-conventuais

5. Baba Real

6. Segredo de São Bernardo

7. Pitos de Gila e Maçã

8. Cornucópias

cornucopias-atelier-doce-alfeizerao-doces-conventuais

9. Castanhas de Ovos

castanhas-ovos-atelier-doce-alfeizerao

Ainda não provou nenhum destes doces? Encomende já o seu cabaz conventual do Atelier do Doce e experimente os melhores doces conventuais de Alcobaça!

Visite a nossa loja online e faça já a sua encomenda! Entregamos em sua casa para que tenha a melhor experiência gastronómica com todo o conforto e segurança.

0
    0
    Carrinho
    O seu Carrinho está vazioVoltar à Loja