Atelier do Doce

semana-conventual-atelier-doce-alfeizerao-doces-conventuais

Doces Conventuais: Quais e onde deve provar

Já alguma vez teve a oportunidade de experimentar a Doçaria Conventual de Alcobaça? Se é fã, veja a lista que preparámos para si, e confirme se já provou todos estes doces conventuais. Caso nunca tenha tido a oportunidade de provar estas maravilhas, veja quais os doces conventuais que tem mesmo de provar!

Ovos e açúcar. Com apenas dois ingredientes as freiras dos conventos criaram inúmeras receitas de doces, conhecidos como “Doces Conventuais“. A tradição manteve-se até aos dias de hoje, porém, e de forma a preservar todas as receitas que viajaram através de várias décadas, Alcobaça decidiu criar um evento anual para homenagear e preservar toda a tradição destas iguarias. Assim, a Mostra de Doces e Licores Conventuais é a melhor altura do ano para provar todos os doces do país. Mas, com tanta oferta e doces de ovos, quais os doces conventuais que deve provar?

Para que seja mais fácil seguir esta tradição secular, organizámos uma lista de doces que deve provar durante o evento “Mostra de Doces e Licores Conventuais” de Alcobaça. Ou durante o ano inteiro! Lembre-se: são apenas ovos misturados com açúcar, por vezes umas amêndoas, mas está tudo “abençoado”. Delicie-se com todas as nossas sugestões!

1.Baba Real

cornucopia-atelier-doce-alfeizerao

De “babar” e chorar por mais! O doce Baba Real é composto por uma base de suspiro e recheado de doce de ovos moles. Simples e irresistível!

2. Cornucópias

cornucopias-atelier-doce-alfeizerao-doces-conventuais

As Cornucópias são uns dos doces conventuais típicos de Alcobaça e pensa-se que tenham sido inspiradas num vaso com a forma de um corno repleto de flores e frutos. Na Antiguidade este objeto representava abundância. Ora cá está a “desculpa” perfeita para provar!

A tradicional cornucópia tem uma base frita crocante, recheada com creme de ovos moles. Já a cornucópia do Atelier do Doce é especial! Mantivemos o sabor, mas levamos a massa ao forno para que possa provar este doce secular em casa ou onde quiser sem perder o sabor original! Poderá levantar a sua caixa em loja ou encomendar a partir do nosso website. Depois só tem de montar a sua cornucópia! Divirta-se a ser pasteleiro e delicie-se!

3. Tiaras de D. Inês

2-tiara-d-ines-atelier-do-doce-alfeizerao-pastelaria-doces-conventuais

Esta queijada de massa fina, recheada com creme de feijão branco é coberta com ovos moles. A mistura crocante de frutos secos que descansam sobre os ovos remetem para a tiara de D. Inês de Castro.

4. Tachinho Dom Abade

tachinhos-abade-semana-conventual-atelier-doce-alfeizerao

Tachinho Dom Abade é uma queijada inspirada na tradição secular religiosa de Alcobaça. Além dos ovos e do açúcar, assim como da amêndoa, esta queijada é finalizada com uma fina camada de geleia.

5. Segredos São Bernardo

segredo-sao-bernardo-atelier-doce-alfeizerao

Conhece a receita do pudim de São Bernardo? Inspirados nesse doce conventual, do mesmo nome de um dos grandes impulsionadores da Ordem de Cister, o Atelier do Doce criou “Segredos de São Bernardo”. Um doce conventual que reinventa o pudim, acrescentando-lhe a receita de ovos.

6. Amor meu

amor-meu-atelier-doce-alfeizerao

Vencedor em 2018 do prémio de melhor doce conventual na “Mostra de Doces e Licores Conventuais de Alcobaça”, Amor Meu é uma criação própria do Atelier do Doce. Inspirado no amor de D. Pedro e Dona Inês, ambos sepultados no Mosteiro de Alcobaça, o doce conventual recorda-nos essa paixão que continua a inspirar gerações.

Onde provar os Doces Conventuais

Ficou com água na boca? Então espreite na nossa loja online os cabazes de doces conventuais que criámos para si! Ao encomendar um cabaz terá a experiência completa de degustação de todos estes doces! Poderá, ainda, optar por acompanhar a sua experiência com uma garrafa de ginja e algumas compotas! E não tem de se preocupar com o levantamento. Nós entregamos em sua casa!

0
    0
    Carrinho
    O seu Carrinho está vazioVoltar à Loja